jump to navigation

Curso de Especialização em Mediação de Conflitos em Contexto Escolar (Edição 2009) 5 Janeiro 2009

Posted by José Paulo Santos in conflito, Curso, Educação, escola, mediação, mediador, Não-violência, professor, Violência na escola.
2 comments

Devemos começar por “educar no conflito e para o conflito”, para mudarmos a crescente cultura de adversidade. Esta ideia coloca-nos perante os desafios enunciados no Relatório da Comissão Internacional sobre Educação para o Século XXI, no qual se evidencia que um dos pilares da educação consiste simultaneamente em “aprender a ser e em aprender a viver juntos”, conhecendo melhor os outros, desenvolvendo projectos conjuntos que solucionem pacificamente os conflitos.

Elisabete Pinto da Costa – Mediadora de Conflitos e Directora do Instituto de Mediação da Universidade Lusófona do Porto – in Jornal de Notícias 11 Novembro 2007


:::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::


Curso de Especialização

MEDIAÇÃO DE CONFLITOS

EM CONTEXTO ESCOLAR

3ª Edição

Fevereiro – Abril 2009

Inscrições a decorrer até 31 de Janeiro de 2009


A violência tem estado presente na nossa sociedade ao longo dos tempos. Assistimos a uma cultura de violência que sobressai nos modos de interagir dos indivíduos: adultos, jovens ou crianças. Esta é uma realidade à qual as Escolas em geral não escapam e que tem vindo a afectar o seu funcionamento harmonioso. Para inverter esta tendência das sociedades democráticas torna-se necessário desenvolver uma educação para a convivência e para gestão positiva dos conflitos, afim de se construir uma cultura de paz, de cidadania e de sã convivialidade.

A Escola pode encontrar na Mediação uma abordagem para a transformação criativa dos conflitos, aceitando aproveitá-los como uma oportunidade de crescimento e de mudança, um potencial educativo e de formação pessoal para a resolução dos problemas da vida, actuais e futuros.

A Mediação Escolar é um meio de diálogo e de reencontro interpessoal, de  resolução dos conflitos, em que um terceiro, neutro e imparcial, auxilia os indivíduos a comunicar, a negociar e a alcançar compromissos mutuamente satisfatórios.

Preparar os actores da comunidade educativa segundos os princípios da mediação significa não só fomentar uma melhor convivência na escola mas também potenciar uma sociedade civil  activa e cívica.

Este é um dos objectivos desta 3ª edição do Curso de Especialização em Mediação de Conflitos em Contexto Escolar, que a Universidade Lusófona do Porto realiza a partir de 20 de Fevereiro de 2009 e que conta com o apoio da ANP, da CONFAP, do STAAE – ZN, da FRAPP e da AMC.


Pode visualizar e descarregar

o Documento de Apresentação

do Curso de Especialização em Mediação de Conflitos

View this document on Scribd

E tornar-te-ás mediador… 6 Março 2008

Posted by José Paulo Santos in mediação.
Tags: , ,
add a comment

Leitura a duas vozes (Agnès Tavel et Jean-Louis Lascoux) do preâmbulo do livro “Et tu deviendras médiateur et peut-être philosophe“. (E tornar-te-ás mediador e talvez filósofo”).

Aprender a distanciar-se, a ser neutro, imparcial e independente, três conceitos frequentemente confundidos por muitos amigos da mediação…

Veja e ouça o vídeo, em língua francesa:

Duração: 04:55

Curso de Especialização em Mediação de Conflitos em Contexto Escolar 19 Dezembro 2007

Posted by José Paulo Santos in mediação.
Tags: , , , , ,
4 comments

Universidade Lusófona do Porto

2ª EDIÇÃO / 2008

COORDENAÇÃO:

Prof. Mestre Elisabete Pinto da Costa

Directora do Instituto de Mediação da ULP

 

 

APRESENTAÇÃO DO CURSO:

Este curso de especialização reúne especialistas nacionais e estrangeiros e pretende ser uma oportunidade de formação teórico-prática para professores e outros agentes ligados à escola, com vista à aquisição de conhecimentos e competências em mediação de conflitos bem como sobre a implementação de programas de mediação escolar.

Hoje em dia a convivência ou ausência de convivência pacífica assume-se como uma das principais preocupações dos vários actores da comunidade educativa porquanto o ambiente relacional que se vive na escola condiciona o papel que todos os intervenientes devem aí desempenhar. Com efeito, alguns estudos publicados ou os meios de comunicação revelam um acentuar da conflitualidade, das incivilidades e mesmo das agressões por parte dos alunos, apontando-se à escola uma crise dos métodos de gestão e resolução de conflitos, que se estende a uma crise de socialização. Por outro lado, o modelo punitivo não tem permitido alcançar os resultados pretendidos nesta matéria.

Importa, por isso, encontrar respostas ou modelos que proporcionem aos alunos a desejável internalização de regras e atitudes positivas, bem como a obtenção de ganhos nas competências sócio-relacionais.

Para melhorar a qualidade da convivência nas escolas, a mediação escolar apresenta-se como uma estratégia de diálogo e de encontro interpessoal, pois baseia-se em princípios, técnicas e saberes ao nível da comunicação e da negociação cooperativa entre os protagonistas do conflito, que recorrem a um terceiro que os auxilia na resolução dos problemas que os opõem, buscando soluções autónomas e mutuamente satisfatórias. Em especial, a escola encontra na mediação de conflitos um método de ensino/aprendizagem da transformação positiva do conflito, permitindo-lhe cumprir as suas funções de formação e de socialização.

 

 

OBJECTIVOS:

  • Reconhecer a mediação na escola como um instrumento de diálogo, de encontro interpessoal, de resolução e transformação positiva dos conflitos
  • Perceber a validade da mediação para a escola enquanto agente educativo e espaço socializador
  • Desenvolver competências básicas necessárias à gestão e mediação dos conflitos
  • Motivar para a vertente transdisciplinar da aprendizagem da resolução dos conflitos
  • Reconhecer na mediação uma estratégia de intervenção precoce sobre fenómenos de conflitualidade, de incivilidade, de agressão e de violência
  • Aprender técnicas para mediar conflitos e saber intervir como mediador
  • Adquirir conhecimentos sobre a implementação e funcionamento dos programas de mediação escolar

 

DESTINATÁRIOS:

Professores de escolas básicas e secundárias, educadores, psicólogos, psicopedagogos, sociólogos, assistentes sociais, animadores sociais, mediadores de conflitos, técnicos de acção educativa, e ainda outros profissionais interessados no tema.

 

 

DOCENTES:

Prof. Doutora Maria das Dores Formosinho

Professora Catedrática da Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação da Universidade de Coimbra; Coordenadora do Departamento de Psicologia e Curso de Psicopedagogia Clínica da ULP

 

Prof. Doutor João Amado

Professor Associado da Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação da Universidade de Coimbra; Doutorado em Ciências da Educação pela Universidade Nova de Lisboa ; autor de várias obras sobre a violência na escola e responsável por inúmeras acções de formação sobre esta problemática.

 

Prof. Doutor Juan Carlos Torrego

Doutorado em Ciências da Educação pela Universidade Nacional de Educação à Distância de Espanha; Professor Titular do Departamento de Didáctica da Universidade de Alcalá, em Madrid; Director do Curso de terceiro ciclo universitário em “Mediação e resolução de conflitos em instituições educativas” na Universidade de Alcalá, e Director do Projecto “Mediação e tratamento de conflitos desde um modelo integrado”, implementado em três Comunidades autónomas: Madrid, Castilha de la Mancha e Navarra

Prof. Doutor Ruben Gonçalves Pereira

Doutorado pela Universidade de Vigo em Didácticas Especiais; Membro do Conselho Científico do Observatório de Políticas de Educação e de Contextos Educativos; Investigador da UI&D Observatório de Políticas de Educação e de Contextos Educativos, acreditada pela FCT; Professor do Programa de Doutoramento em Educação – Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias 2007-2009

Mestre Elisabete Pinto da Costa

Directora do Instituto de Mediação da ULP; Coordenadora do Projecto de Mediação Escolar da ULP; Responsável pela área da mediação escolar da Linha SOS Professor; docente da ULP; doutoranda em Educação da ULP; formadora em cursos de mediação de conflitos e mediação escolar, formadora acreditada pelo Conselho científico de formação contínua, mediadora de conflitos nos Julgados de Paz; Presidente do Conselho de Ética e Deontologia da Associação de Mediadores de Conflitos

 

Mestre Susana Robalo

Psicóloga, mediadora, formadora de mediação de conflitos e mediação escolar, orientadora e supervisora de estágios em mediação, membro da Associação de Mediadores de Conflitos (AMC)

 

Eng. Fernando Rosinha

Mestre de conferências do Conservatório Nacional das Artes e Profissões (CNAM), de Paris, mediador de conflitos, com especialidade em mediação familiar e escolar, colaborando em diversas associações educativas

 

Dr. José Paulo Rodrigues dos Santos

Professor de Português e Francês do Ensino Básico e Secundário; Coordenador do “Projecto Interact – quadro interactivo nas salas de aula”, Doutorando em TIC em Educação na Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa; Curso de Especialização em mediação escolar da ULP; treino de Comunicação Não-violenta; autor do blogue “Comunicação Não violenta”

 

INSCRIÇÕES:

Devem ser realizadas até ao dia 1 de Fevereiro de 2008 na Secretaria de Doutoramentos, Mestrados e Pós – graduações da ULP: Sara Peixoto Tel. 22 207 3230 ▌ e-mail: sara.peixoto@ulp.pt

INFORMAÇÕES:

Direcção de Marketing e Comunicação

Tel.: 22 207 32 32/30

E-mail: informacoes@ulp.pt

 

Toda a informação na

página da Universidade Lusófona do Porto

 

Encontro de Mediadores Escolares em Paris 3 Dezembro 2007

Posted by José Paulo Santos in mediação.
Tags: , ,
1 comment so far

Rencontre de médiateurs scolaires

à la Fondation d’Auteuil, à Paris

Réunion médiateurs

Elisabete Pinto da Costa, Directrice de L’Institut de Médiation de L’Université Lusófona de Oporto, a participé à une rencontre de médiateurs scolaires à la Fondation d’Auteuil, à Paris, le 22 et 23 Novembre 2008, ayant comme but principal l’établissement d’échanges entre les Institutions et de partager des bonnes pratiques au niveau de la médiation scolaire.

Elisabete Pinto da Costa, Directora do Instituto de Mediação da Universidade Lusófona do Porto participou num encontro de mediadores escolares da Fundação d´Auteuil, em Paris. O encontro decorreu nos dias 22 e 23 de Novembro de 2008 e teve como objectivo principal estabelecer intercâmbio entre Instituições e partilhar boas práticas em mediação escolar.

Médiation à Paris

 

Cliquez sur les images pour agrandir

Estarão os professores motivados para ser mediadores? 20 Novembro 2007

Posted by José Paulo Santos in escola, mediação, professor, Violência na escola.
Tags: , , ,
4 comments

Elisabete Pinto da Costa

De acordo com as declarações dadas em entrevista ao Jornal de Notícias, pela Prof. Elisabete Pinto da Costa, Mediadora de Conflitos e Directora do Instituto de Mediação da Universidade Lusófona do Porto, no dia 11 de Novembro 2007, os professores estão claramente motivados para ser mediadores nas escolas.

Leia a entrevista na íntegra aqui.

VI Congresso do World Mediation Forum 27 Março 2007

Posted by José Paulo Santos in mediação.
6 comments

Webpage - VI Congresso do World Mediation Forum

Vai realizar-se, de 9 a 11 de Outubro deste ano, em Jerusalém, a VI conferência do World Mediation Forum, subordinada ao tema “The multicultural spectrum of mediation”.

Obtenha mais informações, consultando a página da internet sobre a conferência aqui .

Entrega de diplomas 25 Março 2007

Posted by anagrancho in mediação.
add a comment

Olá a todos!

Que pena que não nos tenhamos encontrado, hoje, na entrega dos nossos diplomas, que tanto trabalho deram a conquistar!!!

Presumo que não estejam todos a fazer mediações pelas calmas escolas lusitanas! Afinal, segundo o Secretário de Estado, Valter Lemos, a violência nas escolas facilmente se dilui num universo de 150.000 professores!

Fico a aguardar um próximo encontro.

Sobre o Dia Escolar da Paz e Não-violência… 19 Março 2007

Posted by elisabete in mediação.
8 comments

 

Olá a todos.

Finalmente, estou entre vós.

Sobre o Dia Escolar da Paz e Não-violência apraz-me informar que em Portugal verifica-se uma maior aposta na discussão destes temas. Ora vejamos:

 

Como devem ter acompanhado pelos media, no dia 6 de Março de 2007, realizou-se uma audição sobre “segurança nas escolas”, organizada pela comissão parlamentar da educação e cultura. A Universidade Lusófona do Porto teve oportunidade de estar presente e aproveitou para expor a importância da implementação da mediação de conflitos em contexto escolar. O resultado dessa intervenção foi positivo, na medida em que as intervenções oficiais que se sucederam incluíram a mediação como uma das áreas a desenvolver nas estratégias de intervenção. Vamos lá ver o que acontece?

 

Pelo que tenho percebido a mediação de que se fala nos meios institucionais da educação está mais ligada a uma lógica lato sensu (lembram-se da esfera da mediação!). Isso está totalmente correcto, dado que qualquer intervenção na escola exige uma abordagem sistémica…

 

Mas, seria excelente se tais projectos incluíssem programas de mediação de conflitos, dado que o combate ao insucesso e abandono escolar passa necessariamente por criar um melhor relacionamento interpessoal e uma gestão positiva dos conflitos.

 

O modelo de mediação escola-família será mais bem sucedido se for completado com a mediação de conflitos, que vise melhorar a convivência no interior da escola entre os vários actores da comunidades escolar e permita aos alunos desenvolverem (eles próprios) competências socais e relacionais.

 

Abro assim esta questão a debate. Gostava de saber a vossa opinião!

Elisabete Pinto da Costa

Elisabete Pinto da Costa 19 Março 2007

Posted by elisabete in mediação, Quem somos.
6 comments

Elisabete Pinto da Costa

Licenciada em Estudos Europeus e Mestre em Estudos Europeus, vertente jurídico-política.

Curso de Meios de Resolução Alternativa de Conflitos certificado pelo Instituto Nacional de Estatística e Ministério da Reforma do Estado e Administração Pública. Curso de Mediação de Conflitos certificado pelo Instituto de Mediação e Arbitragem do Brasil e Ministério da Reforma do Estado e Administração Pública.

Docente da Universidade Lusófona do Porto (ULP).

Mediadora de Conflitos. Formadora em diversas acções e cursos de Mediação de Conflitos e mediação escolar. Coordenadora do Curso de Especialização em Mediação de Conflitos em Contexto Escolar na ULP. Orientadora de estágios em Mediação de Conflitos. Coordenadora do serviço de Mediação de Conflitos do Julgados de Paz de Tarouca. Presidente do Conselho Ética e Deontologia da Associação de Mediadores de Conflitos. Responsável pela área da Mediação de conflitos e Escolar na Linha SOS-PROFESSOR.

ENTREGA DE DIPLOMAS DO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM MEDIAÇÃO DE CONFLITOS EM CONTEXTO ESCOLAR 19 Março 2007

Posted by José Paulo Santos in Comunicação, Educação, escola, mediação, Pedagogia.
4 comments

No dia 24 de Março de 2007, a Universidade Lusófona do Porto realiza a cerimónia de entrega dos Diplomas do 1º Curso de Mediação de Conflitos em Contexto Escolar.

A ULP torna-se assim pioneira na formação de mediadores escolares em Portugal e através da Equipa do Curso continuará a desenvolver o seu projecto de mediação de conflitos em contexto escolar, agrupado em três níveis:

1. Formação;

2. Parcerias:

a. acções de informação e acções de formação;

b. planeamento, orientação e supervisão de programas de mediação em contexto escolar;

3- Apresentação de projectos de mediação escolar e trabalhos científicos num seminário a realizar em 2008, para o qual contamos com os trabalhos apresentados e projectos implementados com apoio/coordenação da ULP.