jump to navigation

28 Janeiro 2007

Posted by ildaferraz in mediação.
2 comments

Depois de ter andado pelo Direito, decidi que o meu caminho passava pela Sociologia. Não me enganei!

Seguiram-se 18 meses em formação na área de projectos de desenvolvimento regional e depois o Instituto de Reinserção Social (M.Justiça), onde trabalho desde 1994.

O início da dedicação à “causa” da mediação de conflitos data de Abril de 2005, ao iniciar a Pós Graduação, que conclui um ano depois. Uma experiência riquíssima e um privilégio o grupo de pessoas que conheci!

E cá estamos, para promover uma nova atitude e deixar um novo olhar sobre a resolução de conflitos!

Anúncios

Seminário Internacional de Mediação em Aveiro 18 Janeiro 2007

Posted by José Paulo Santos in mediação.
add a comment

REAPN

Seminário Internacional de Mediação em Aveiro

Mediação de Conflitos: um novo paradigma de intervenção na prevenção, gestão e resolução da conflitualidade

24 e 25 de Janeiro de 2007
Centro Cultural e de Congressos de Aveiro

A mediação de conflitos já se impõe em muitos países como forma alternativa de gestão da litigiosidade, não somente no âmbito judicial mas também nas instituições, nas empresas e noutros espaços da sociedade civil.
Muitas organizações, sejam públicas ou privadas, pretendem, com o recurso à mediação, potenciar uma maior qualidade relacional para resolver situações de conflito, mas também envolver os parceiros num projecto comum ou restabelecer vínculos precários.
A mediação, enquanto método específico de gestão de conflitos que exige competências profissionais especializadas, permite criar um espírito de cooperação através de uma visão mais diversificada das dinâmicas conflituais ao nível pessoal, grupal, institucional, empresarial, etc.. 

Mais informação disponível no sítio institucional 

Entrevista à Prof. Elisabete Pinto da Costa 9 Janeiro 2007

Posted by José Paulo Santos in conflito, Educação, escola, mediação.
1 comment so far

Prof. Elisabete Pinto da Costa

A propósito da Mediação de Conflitos nas escolas, leia na íntegra a notícia publicada no Jornal de Notícias, na qual a Prof. Elisabete Pinto da Costa, docente da Universidade Lusófona, faz uma reflexão sobre esta temática no panorama português, comparativamente ao que já se faz lá fora.

Leia a notícia aqui

Ano novo 2007 3 Janeiro 2007

Posted by José Paulo Santos in Educação, escola, mediação.
add a comment

Ano Novo 2007

O ano de 2007 promete mudanças ao nível da Educação.

O Novo Estatuto da Carreira Docente (ECD) está aí e, com ele, enormes transformações nas escolas e nas práticas pedagógicas certamente. Pena é que as transformações desejadas venham por decreto… Tudo deveria partir da necessidade e da reflexão sobre o que está mal e com o que está bem. É fundamental que se pense, de uma vez por todas, sobre e na escola!!!

A regulação cooperada entre pares é essencial para detectarmos as falhas, os problemas verificados na organização interna da escola; é urgente que se debatam ideias, que se reflicta sobre práticas e metodologias pedagógicas e didácticas…

Estarão os professores disponíveis e dispostos a criar momentos de diálogo aberto e franco? Estarão os docentes deste país prontos para, em conjunto, procurar alternativas, novas opções, diferentes “olhares” sobre a escola de hoje? Que fazer para resolver conflitos; como proceder perante a indisciplina? Que resposta dar à instabilidade emocional dos nossos alunos? Como estabelecer diálogo com os nossos alunos? Que métodos existem para evitar aplicar constantemente medidas sancionatórias e disciplinares, muitas vezes contraproducentes e com repercussões negativas? Que medidas preventivas podem ser aplicadas e desenvolvidas nas escolas para diminuir o conflito dentro e fora da sala de aula, entre alunos e professores, entre professores e professores e entre pais e alunos e professores?

Estes profissionais precisam de ajuda. Os alunos precisam de ajuda. Os pais precisam de ajuda. Os órgão de gestão nas escolas precisam igualmente de ajuda.

Afinal, de que ajuda estamos nós a falar?! Está aberto o debate para quem desejar participar e partilhar a sua opinião.